Maionese de Legumes (vegana)

18 de setembro de 2018



Essa receita tem história. Aprendi com a mãe de uma grande amiga minha, Luciana Volponi. Meu esposo não gosta muito de abóbora, e essa foi uma maneira de fazê-lo comer abóbora sem saber e ainda achar uma delícia. Um vez levei esse prato em um almoço na casa de uma amiga, achando que estava levando algo “sem graça”. Mas as pessoas gostaram tanto que eu me surpreendi! O “tchan” dessa maionese é a abóbora, dá uma cor amarelinha e uma textura incrível, inclusive todos acharam que eu havia colocado ovo.

 
Ingredientes:



2 cenouras pequenas ou 1 grande
 4 batatas

½ abóbora pequena
½ cebola
2 maçãs pequenas (Opcional)
Maionese de soja (para a receita clique aqui)
Opcional: milho, azeitona, ervilha e cheiro verde

Modo de preparo


Corte os legumes em cubos pequenos, como diz meu pai: “não corta do tamanho de um boi não!” 



Cozinhe-os no vapor separadamente, porque cada um tem um tempo de cozimento. Deixe esfriar. Pique a cebola e a maçã e junte com os legumes. 



Acrescente 4 colheres de sopa bem cheias(ou a quantidade de sua preferência) de maionese de soja e misture cuidadosamente. Corrija o sal. Leve à geladeira por 2 horas até servir.



Leia Mais Nenhum comentário

Recheio para Quiche- Brócolis (Ovolactovegetariana)

13 de setembro de 2018




A massa, você já aprendeu aqui. Infelizmente ainda não consegui desenvolver um recheio para quiche livre de ingredientes de origem animal. E assim que conseguir compartilharei com vocês.


Ingredientes:

200 ml de creme de leite
1 ovo
1 cebola picada
1 tomate sem sementes picado
500 g de brócolis picado
2 dentes de alho amassados
4 dentes de alho picadinho (para refogar o brócolis)
200 g de queijo minas (muçarela também dá certo)
Sal à gosto
Azeite

 Modo de Preparo

Cozinhe o brócolis no vapor. Em uma frigideira de teflon adicione o azeite e o alho. Quando o alho começar a dourar acrescente o brócolis, refogue por alguns minutos. Acrescente o sal.

Em uma vasilha, misture todos os demais ingredientes, não esqueça de corrigir o sal. Coloque sobre a massa da quiche, e leve ao fogo médio por mais ou menos 30 minutos, ou até o queijo de cima dourar.

Leia Mais Nenhum comentário

Como se relacionar com uma pessoa deprimida

12 de setembro de 2018


Por Andréia Ribeiro

  Quando a pessoa que você ama encontra-se doente, por exemplo: com gripe, você a leva ao médico, faz ficar em repouso e tomar a medicação correta e talvez até um chá de ervas. Acredito que todos tem uma opinião de como fazer nesse caso, não é? Mas quando seu parceiro(a) está doente mentalmente, sabe como agir?


 A depressão, a doença mental que é o mal do século tem alto índice de ocorrência.  São 10% da população mundial que a possui e esse número cresce todos os dias.  Ela lidera a lista das doenças que incapacita as pessoas.  Como lidar com essa enfermidade que pode estar ocorrendo dentro de sua casa com quem você ama?

 Um ponto importante é ajudar a pessoa a procurar profissionais capacitados para um diagnóstico correto, pois muitas pessoas acreditam que a depressão é apenas uma tristeza que está durando um longo período. E desta forma coloca como se fosse fácil sair deste cenário. Gere um espaço onde seu parceiro(a) consiga falar com você, não julgue, apenas demonstre que se importa, que está ao lado e disposto a ajudar.

 Relacionar com alguém deprimido é difícil e pode ter uma grande pressão sobre a relação amorosa. A vivência com esta pessoa muitas vezes é crítica, negativa e infeliz.  Entenda sobre a doença, saiba como contribuir para a recuperação e como agir diante dela. A depressão tem gravidade distinta diante de cada pessoa, mas o comportamento destas tem impacto que podem afetar significativamente a relação.

 No cérebro ocorrem mudanças quando uma pessoa está deprimida, há um desiquilíbrio químico, onde influencia o humor, os pensamentos, a energia, o sono, desejo sexual. Na crise a pessoa tem pensamentos pessimistas e o interesse por coisas triviais, se perde. Procure manter o seu otimismo nesta situação, os pensamentos negativos da pessoa amada, não se deixe levar por eles. Pode ocorrer rejeição de quem está adoecido diante de sua ajuda, releve e encontre os momentos adequados para dar um pouco de distância ou fazer aproximação.

Mas lembre-se, os neurotransmissores não estão agindo de forma equilibrada e há situações externas também que contribuem para pessoa estar assim. Desta forma a socialização do seu parceiro(a) estão prejudicadas, tornando-o de introvertido até furioso. Não se irrite e nem leve para o lado pessoal, a pessoa está doente, precisa de tratamento, atenção e acolhimento.

 Vá com a pessoa, não somente oriente a procurar tratamento, vá com ela ao hospital, a uma clínica psiquiátrica, a psicoterapia. Ajude-a movimentar-se, nem que seja ir a padaria com você. Não deixe a doença vencer a relação, a criar distanciamento entre vocês e adoecê-los.

 É importante obter ajuda de familiares e amigos, você precisará recarregar as baterias de vez em quando, para conseguir ser apoio. Esquecer de cuidar de si mesmo, pode ocorrer, mas você precisa estar bem para poder fazer algo pela pessoa que ama.  Durma, coma corretamente, tenha apoio emocional, você pode ficar exausto se não se cuidar.

 Você precisa ter esperança e oferecê-la. Ela pode ser estimulada de várias formas: pela fé em Deus, amor aos familiares, dentre outras. Sempre que a situação se tornar muito difícil, se apegue no que é importante. A pessoa que você ama, precisa sentir seu zelo por ela, diariamente. Vocês podem trilhar juntos o processo do tratamento, seja paciente e mostre que são parceiros nesta caminhada. Vença a doença com tratamento adequado e amor.   




Andréia Ribeiro é psicóloga graduada pela UEMG com formação em sexologia clínica. Atualmente trabalha com psicoterapia individual e de casal, além de realizar palestras sobre autoestima, educação e  sexualidade para homens e mulheres.
Contato: andreiaribeiropsic@gmail.com
Instagram: @realizemudancas

Leia Mais Nenhum comentário

Recheio para Quiche- Palmito (Ovolactovegetariana)

10 de setembro de 2018




A massa, você já aprendeu aqui. Infelizmente ainda não consegui desenvolver um recheio para  a quiche livre de ingredientes de origem animal. Assim que conseguir compartilharei com vocês.

Ingredientes:

200 ml de creme de leite
1 ovo
1 cebola picada
1 tomate sem sementes picado
500 g de palmito
2 dentes de alho amassados
200 g de queijo minas (muçarela também dá certo)
Sal à gosto

 Modo de Preparo

Em uma vasilha, misture todos os ingredientes. Coloque sobre a massa da quiche, e leve ao fogo médio por mais ou menos 30 minutos, ou até o queijo de cima dourar. Você pode fazer mini quiches em forminhas de cupcake ou optar por fazer uma grande em uma forma de fundo removível.





Leia Mais Nenhum comentário

Massa Integral de Quiche (Sem ovos/manteiga)



É até difícil de acreditar que aquela massa deliciosa de quiches (que infelizmente vai muita manteiga) pode ser preparada de uma forma integral e livre de ingredientes de origem animal. Não deixe de fazer essa delícia!

 Ingredientes:

1/3 de xícara de chá de azeite de oliva
½ xícara de chá de água morna
1 xícara de chá de farinha de trigo integral
1 xícara de chá de aveia
½ colher de chá de sal

Modo de fazer:

Numa vasilha, misture os ingredientes secos. À parte misture os ingredientes líquidos. Em seguida dê uma leve misturada nos dois juntos (se misturar muito, a massa pode ficar dura). Espalhe a massa cobrindo toda a forma (tamanho: 22 cm de diâmetro). Faça furos e leve ao forno para assar por 15 minutos. Cubra com o recheio e asse por mais ou menos 20 minutos, ou adeque o tempo de acordo a sua escolha de recheio.
Eu já usei forma redonda com fundo removível, e usei também forminhas de cupcake para fazer mini quiches.


Para sugestões de recheios clique:
Recheio de Palmito


Leia Mais 1 pessoa comentou